«É um momento bom. Nunca vi ninguém ganhar sem estar em momentos decisivos. É importante para todos estar num momento decisivo. Estamos em mais um. Vamos à procura de mais um troféu. Com isso todos ganham. Primeiros os jogadores, que vão estar em campo, e depois o resto. Quando se perde o ónus negativo é mais para o treinador, mas o futebol é assim», disse o técnico leonino, na conferência de imprensa que partilhou com Quique Flores.

Embora tenha os olhos postos no quinto troféu, Paulo Bento valoriza o adversário e deixa a receita para a vitória, no que à postura diz respeito: «É bom disputar uma final, é óptimo ganhar. Temos um trajecto, em termos de competições a eliminar e finais disputadas, que nos deve criar uma boa ilusão, com os pés bem assentes na terra, não só pelo adversário, mas também pelo mediatismo e emoção que estão associados a um jogo destes. Temos 50 por cento de possibilidades de ganhar. As finais são para ganhar, mas acima de tudo para tentar ganhar. Temos de jogar com coragem, mas queremos ultrapassar o quinto troféu.»