«Ao longo dos anos e dos golos, fui ficando bonito. A cada golo que eu faço, emagreço um quilo e fico mais bonito. Vai ser assim até eu sumir de tanto emagrecer », afirmou Ronaldo, em declarações aos jornalistas, brincando com o seu excesso de peso.

Depois, os recados para os que o criticaram e não acreditaram no seu regresso, depois de muito tempo longe dos relvados e de um período em que apenas foi notícia pelo que fazia fora dos relvados: as namoradas, as festas e até um escândalo com uma prostituta que era um travesti.

«Gostava de perguntar a essas pessoas que diziam que eu seria jogador de exibição ou para o marketing. Mesmo com meu histórico de conquistas e de superação, tive que ouvir isso. A história mudou, provei que não é assim, mas essas pessoas continuam falando besteira», dispara.

A concluir, Ronaldo relembrou o seu outro regresso, já há sete anos, quando liderou o Brasil na conquista do Mundial 2002, também depois de muito tempo afastado por lesão: «O meu regresso está a ser tão bom quanto da última vez. A diferença é que a última vez foi durante um Mundial. A satisfação pessoal é a mesma. Foi muito difícil chegar e ter condições de jogar novamente. Então, estou muito feliz, exactamente igual a 2002.»