À entrada para este último dia de competição, a representação lusa estava proibida de sofrer nova derrota, mas logo no primeiro jogo Frederico Gil não se conseguiu superiorizar ao favorito Marcos Baghdatis (6-2, 7-5 e 6-2).

No quinto e último jogo da eliminatória, que já pouco ou nada valia, João Sousa venceu Philippos Tsangaridis (6-3 e 6-1).