Leitura do acórdão do julgamento de Alcochete

    • 28 de Maio de 2020
    • 17:08 ARTIGO

      Alcochete: três absolvições, 28 penas suspensas e nove condenações efetivas

      Ficam em prisão apenas os arguidos que já tinham antecedentes criminais
    • 13:03

      Três absolvidos, nove condenados a prisão e 29 com pena suspensa

      Em conclusão, estas foram as decisões do julgamento de Alcochete:

      - Nove arguidos com penas efetivas de 5 anos
      Domingos Monteiro
      Bruno Monteiro
      Fernando Mendes
      Elton Camará (Aleluia)
      Getúlio Fernandes
      Nuno Torres
      Pavlo Antochuk
      Leandro Almeida
      Tiago Neves

      - Três arguidos com multas de 320 euros pelo crime de introdução em local vedado ao público:
      Tiago Rodrigues
      Samuel Teixeira
      Tomás Fernandes

      - Três absolvidos de tudo
      Bruno de Carvalho
      Bruno Jacinto
      Nuno Mendes Mustafa

      Restantes 29 arguidos com penas suspensas que variam entre entre os 3 anos e 10 meses e os 4 anos e 10 meses.

    • 12:22

      Juíza justifica nove penas de prisão efetiva

      «Há antecedentes criminais. Há um que até já tem 17 condenações anteriores. Um tribunal não tem um cartão cliente.»

    • 12:21

      Juíza fala aos 29 arguidos que ficaram com pena suspensa

      «A bola está do vosso lado. Esta é uma oportunidade que o tribunal vos está a dar. Agarrem-na. Pensem no que querem fazer com a vossa vida. Todos nós erramos. Sejam homens com H grande. Ser homem é assumirmos os nossos erros e não entrar de cara tapada num sítio a correr. Assumam os vossos erros.»

    • 12:13

      Fernando Mendes condenado a cinco anos de prisão efetiva

      Fernando Mendes, Elton Camara 'Aleluia', Nuno Torres, Getúlio Fernandes e Domingos Monteiro foram condenados a cinco anos de prisão efetiva.

    • 12:04

      Agressor de Jesus, Bas Dost e Misic com pena suspensa

      Ruben Marques - em cúmulo jurídico - quatro anos e dez meses de pena suspensa e 200 horas de trabalho comunitário. Admitiu parcialmente os factos, incluindo os mais gravosos, incluindo algumas das agressões. Admitiu quero tinham convidado para bater nos jogadores, foi o único que disse. Atendendo a idade dele, 21 anos, e a conduta que demonstrou ao tribunal, e a postura processual, a pena é suspensa.

    • 11:57

      Elton Camará condenado a cinco anos de prisão

      Cinco anos de prisão para o Elton Camará, que já tem várias condenações criminais no passado.

    • 11:56

      4 e anos e meio, com pena suspensa, para vários arguidos

      Vários arguidos condenados a quatro anos e meio de prisão, com pena suspensa, pelos crimes de ofensa a integridade física qualificada, ameaça agravada e e introdução em local vedado ao público. Os arguidos beneficiaram do facto de não terem antecedentes.

    • 11:48

      Mustafá e Bruno Jacinto absolvidos

      Mustafá e Bruno Jacinto absolvidos da acusação de serem os autores morais do ataque à Academia, tal como acontece com Bruno de Carvalho.

    • 11:41

      Retiradas acusações de sequestro e terrorismo

      37 arguidos condenados por crime de instrodução em local vedado ao público. Provam-se os crimes de ofensa a integridade física qualificada, ameaça agravada e e introdução em local vedado ao público. Não se provam os crimes de sequestro  nem de terrorismo. Arguido Celso absolvido da acusação de detenção de arma proibida.

    • 11:39

      Bruno de Carvalho e Bruno Jacinto absolvidos de todas as acusações

      Bruno de Carvalho e Bruno Jacinto absolvidos de todas as acusações.

    • 11:36

      Não se provou quanto às participações de Mustafá e Bruno Jacinto no ataque

      «O arguido Nuno Mendes 'Mustafá' não foi à Academia, nenhuma das testemunhas o referiu. O seu nome apenas foi referido por outras nas conversas de whatsapp. Não existe nos autos qualquer mensagem do arguido Nuno Mendes. Relativamente ao Bruno Jacinto, não se fez prova de nada. Não se fez prova que deu ordens ou que participou.»

    • 11:28

      Não se provou que Bruno de Carvalho tenha incitado adeptos

      «Não se prova que as publicações de Bruno de Carvalho nas redes sociais tenham servido para incitar os adeptos. Não se prova qualquer causa-efeito na expressão 'façam o que quiserem' e o que aconteceu na academia. Quanto à reunião em que o arguido perguntou quem estava com ele, essa expressão foi utilizada no sentido de saber quem estava com aquela direção.»

    • 11:18

      Invasão à Academia não quis causar danos ao Sporting

      «Não se fez prova que os arguidos tenham querido impedir os jogadores de jogar noutras competições, nem tão pouco de causar estragos à instituição Sporting»

    • 11:11

      «Não se provou que os arguidos tenham impedido a saída dos jogadores do balneário»

      «Foram também arremessados engenhos pirotécnicos no interior do balneário, facto que fez os jogadores temerem pela vida. Não se provou que os arguidos tenham impedido a saída dos jogadores do balneário. Fernando Mendes e Nuno Torres mantiveram sempre na retaguarda do grupo»

    • 10:54

      Arguido Ruben Marques acusado de agredir Jesus, Misic e Bas Dost

      «Prova-se que Dentro do balneário, foram arremessados quatro engenhos pirotécnicos. As agressões a Bas Dost são dadas como provadas, foi prontapeado e agredido enquanto estava no chão. Não se consegue provar quem agrediu Battaglia, é inconclusivo. Dão-se como provadas as agressões do arguido Ruben Marques a Bas Dost, Misic e Jorge Jesus. Não se fez prova que tenham causados estragos as instalações, apenas um estrago a um Porsche os quais foram feitos por Ruben Marques.»

    • 10:48

      Factos provados contra 37 arguidos

      «Tribunal provou que 37 arguidos entraram na Academia, a correrem em passo acelerado, sabiam que era um espaço vedado», refere a juíza Sílvia Pires, identificando depois o nome dos arguidos que invadiram Alcochete «de cara tapada para não serem identificados».

    • 10:45

      Nada se provou contra Bruno de Carvalho

      Juíza Sílvia Pires diz que não foram provados os factos apontados a Bruno de Carvalho , Bruno Jacinto e Mustafa: nada se prova contra estes três arguidos.

    • 10:24

      O início da leitura da sentença

      O coletivo de juízes começou a leitura da sentença por contextualizar a acusação: quem liderava a Juve Leo, a derrota frente ao At. Madrid, as reuniões em Alvalade e as publicações no Facebook de Bruno de Carvalho.

    • 10:24

      «Mais condenação, menos condenação, será tudo similar»

      Juíza Silva Pires está a descrever os acontecimentos no interior da academia, segundo o que o Ministério Público diz na acusação e remata afirmando que «mais condenação, menos condenação, será tudo similar».

    • 10:22

      Bruno de Carvalho e Mustafá numa sala paralela

      Devido às restrições impostas pelas autoridades sanitárias, devido à covid-19, não houve esperaço para toda a gente na sala principal das audiências, pelo que Bruno de Carvalho e Mustafá, entre outras pessoas, acompanham a leitura da sentença por videoconferência numa sala ao lado.

    • 10:16

      Começaram as notas introdutórias

      Coletivo de juízes deu início às notas introdutórias da leitura do acórdão do julgamento.

    • 10:14

      Coletivo de juízes já entrou na sala

      O coletivo de juízes já entrou na sala, o início da leitura do acórdão deve começar muito em breve.

    • 09:50

      Nuno Mendes também já chegou ao tribunal

      Mustafá, líder da claque Juve Leo, também já está no Tribunal de Monsanto, tendo chegado pouco antes das 10 horas.

    • 09:42

      Bruno de Carvalho já chegou ao tribunal

      Bruno de Carvalho chegou pouco antes das 9.30 horas ao tribunal de Monsanto, muito exaltado com os jornalistas. «Far-se-á justiça quando vocês forem jornalistas, mas vocês insistem até à última», disse o antigo presidente do Sporting. Mustafá ainda não chegou ao tribunal.

    • 09:32

      Bruno de Carvalho deve ser ilibado

      O antigo presidente Bruno de Carvalho, Nuno Mendes, conhecido por Mustafá e líder da claque Juve Leo, e Bruno Jacinto, o oficial de ligação aos adeptos, estão acusados da autoria moral da invasão. No entanto, nas alegações finais, a procuradora do Ministério Público pediu a absolvição de Bruno de Carvalho e dos outros dois arguidos. 

    • 09:31

      44 arguidos ouvem a decisão

      Os 44 arguidos do processo da invasão à Academia de Alcochete, entre quais o ex-presidente Bruno de Carvalho, conhecem esta quinta-feira a sentença, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa.

    • 09:31

      Leitura do acórdão agendada para as 9.30 horas

      A leitura do acórdão do processo, que começou a ser julgado em 18 de dezembro de 2019, pelo coletivo de juízes presidido por Sílvia Pires, está agendada para as 9.30 horas.


APP MAISFUTEBOL

O MAISFUTEBOL na palma da sua mão!

Não falhe um golo, uma transferência ou uma notícia com a nossa aplicação GRATUITA para smartphone!
Maisfutebol App Android Maisfutebol App iOS Maisfutebol App Huawei
MAISFUTEBOL COPYRIGHT © 2019 IOL.PT