Que o digam dois defesas da equipa minhota. Faltavam poucos minutos para o final do primeiro tempo quando o número 24 do D. Corunha pegou na bola do lado esquerdo do ataque e levou perigo à baliza de Matheus.

Primeiro desenvencilhou-se de dois adversários fazendo a bola passar por entre as pernas do lateral contrário. Depois com a linha de fundo à sua mercê, encarou o central e fez novo túnel.  A sequência não foi a melhor e Fariña apenas conseguiu canto, mas fica o registo de uma jogada que fez o Estádio Municipal de Braga vibrar.

De resto, nos 66 minutos em que esteve em campo, altura em que deu o seu lugar a Borja, o jogador dos quadros do Benfica rubricou uma exibição positiva no ataque do D. Corunha.

[artigo atualizado]