O brasileiro Bruno Senna, sobrinho do malogrado campeão Ayrton Senna, veio demonstrar a sua resignação após ter perdido a corrida a um dos volantes da Brawn Racing.

«Parece que Ross Brawn já se decidiu, com base na segurança da equipa. É muito mais fácil para ele escolher Barrichello porque já trabalhou com ele muitos anos. Ross gostou dos meus testes no último ano, mas não foi suficiente para ficar convencido de que estou pronto para a Fórmula 1», disse Senna ao site Autosport.com .

Senna salienta «respeitar a opinião de Brawn», mas não desiste do sonho de participar já este ano na principal prova de automobilismo. «É muito importante para mim estar ligado à F1, tenho algumas propostas, dentro e fora desta gama. Vamos ver o que acontece este ano e no futuro, já aprendi que é fundamental estar no sítio certo à hora certa».

A Brawn Racing ainda não confirmou a contratação de Rubens Barrichello, mas as informações de Senna ao Autosport, a lamentar o cancelamento da reunião com Brawn, já dão pistas. O anúncio oficial deve ser facultado na próxima semana.