Veja o vídeo

As paixões começam quase todas assim. Um encanto súbito, uma atracção que chega sem aviso, um desfibrilhar de sensações galopantes. Esta também. A paixão pelo futebol de Giacinto Facchetti, astro do Inter de Milão nas décadas de 60 e 70, levou alguns jovens de Milheirós (Maia) a criar o seu próprio Inter.

A paixão inspirou-os, mesmo que o adorado só lhes aparecesse de vez em quando numa trémula televisão a preto e branco. Discussões atrás de discussões no café da freguesia e uma voz a levantar-se perante todas as outras. «Eles jogam de preto e vermelho, está bom de ver.»

E assim se decidiu. Nascia o Inter de Milheirós a 5 de Dezembro de 1975 e com ele um lapso histórico, desfeito apenas no final de 2006. O Inter, este Inter, equipou mais de 30 anos à AC Milan. Os nerazzurri da Maia foram rossoneri três décadas a fio, como explica ao Maisfutebol Sérgio Cunha, sócio fundador e actual Presidente da Mesa da Assembleia Geral.

«Alguma ignorância e limitações óbvias induziram-nos em erro. Quando o tentámos corrigir, sentimos grande resistência por parte dos associados. Mas vencemos a luta e após várias assembleias gerais repusemos a verdade. O Inter de Milheirós equipa de azul e preto desde o início da temporada de 2007/08.»

Os dois sonhos de um Inter tão especial

Actualmente na II divisão da A.F. Porto, o Inter conta com 700 sócios. Na galeria de fama conta com a passagem de Ilídio Vale, agora seleccionador nacional sub-19, muito antes disso um jogador do clube. Mas não lhe chega, claro. Quer crescer e galgar patamares no futebol nacional. Para isso, porém, precisa de um relvado. Nesta altura, o clube de Milheirós partilha com o vizinho Águas Santas a condição de patinho feio do concelho. Estes são os únicos dois clubes maiatos que ainda possuem campo pelado.

«Estamos a aguardar há alguns anos pelas novas instalações. Talvez consigamos cativar a atenção das pessoas responsáveis através da atenção que a comunicação social demonstra por nós», refere Sérgio Cunha, que não esconde ainda outra ambição: fazer do Inter de Milheirós filial do poderoso Inter de Milão. O primeiro passo já foi dado.

«Escrevemos uma carta ao presidente Massimo Moratti, ainda antes do José Mourinho estar lá, mas não obtivemos qualquer resposta. Vamos insistir. Acredito que com o técnico português lá as nossas pretensões podem encontrar eco.»

O Maisfutebol vai continuar a contar a história de clubes portugues com raízes ilustres. O Inter de Milheirós foi tema do programa desta sexta-feira na TVI24 e pode ver o respectivo vídeo.