A oficialização da rescisão do contrato foi feita através de um comunicado do próprio Bosingwa.

«Hoje, infelizmente, despeço-me do Trabzonspor. Sempre cumpri todas as obrigações do meu contrato enquanto jogador profissional e coloquei ao serviço do clube a minha experiência acumulada. Acredito que fiz a minha parte fora dos relvados e dediquei-me de coração», escreveu Bosingwa. 

«Em contraste, o Trabzonspor não cumpre as suas obrigações do contrato desde a temporada passada. Tive enorme tolerância e gostaria de referir que fui obrigado a tomar esta decisão porque não tinha mais tempo, apesar da profunda tristeza com que o faço.»

Depois Bosingwa agradeceu aos «fantásticos adeptos», aos «treinadores» e aos «colegas», que mais do que colegas, acrescentou, «são amigos». «Juntamente com a cidade, o clube e os adeptos, vivi uma experiência formidável e única.»

Agora Bosingwa torna-se um jogador livre, ficando à espera de Janeiro para poder voltar ao mercado de trabalho e assinar por um clube. Bosingwa não joga desde maio de 2015, quando se lesionou durante a vitória sobre o Bursaspor. Em ano e meio fez 32 jogos com a camisola do Trabzonspor, todos como titular e todos na temporada passada.