Carvalhal veste agora de verde-rubro e como nunca perdeu nas suas estreias na Liga, vê-se na eminência de vir a aumentar a amargura sadina. Mas a conquista dos três pontos são fundamentais para os maritimistas continuarem na luta por um lugar europeu.

Nos poucos dias à frente do Marítimo, Carvalhal revelou que não irá fazer uma revolução na equipa, mas por certo irá mudar alguma coisa. É certo que irá aposta num 4x3x3 e que quer uma pressão alta. Quanto ao «onze», são muitas as possibilidades e as hipóteses testadas a partir de treinos por sectores (não fez conjunto). Mas não deverá andar longe de: Marcos, Paulo Jorge, Fernando Cardozo, João Guilherme e Taka; Bruno, Miguelito e Marcinho; Manú, Baba e Djalma. Lesionados continuam Olberdan e João Luíz, não havendo castigados.

No lado setubalense, Ricardo Chaves está castigado e em termos de onze, Carlos Cardoso deve apostar na seguinte equipa: Milojevic, Janicio, Robson, Auri e André Marques; Hugo e Zoro; Bruno Gama, Leandro Lima e Bruno Ribeiro; Laionel.