«Não temos de ficar nervoso, ainda temos muitos jogos pela frente e muitos pontos por disputar», começou por destacar o defesa português, referindo que a equipa até tem evoluído nas últimas partidas. «Há mais equilíbrio entre a defesa e o ataque, mas não há tempo para pensarmos em jogar bem, o mais importante é conseguirmos os pontos para continuarmos na primeira divisão», acrescentou. Neste sentido, o jogador destaca o trabalho do novo treinador, José Maria Nogués. «Transmite muita confiança. Com Chaparro, jogávamos bem, mas não ganhávamos», referiu.

Nélson faz questão de desdramatizar a posição do clube na classificação, mas alerta para a necessidade de continuar a somar pontos. «Todos os jogos são finais até ao final da temporada, mas o Bétis depende de si próprio para conseguir os seus objectivos», referiu, acrescentando que uma vitória no domingo frente ao Espanhol, em Barcelona, seria um passo «importante», mas uma eventual derrota também não seria o fim do mundo.