As declarações de Runco vão exactamente em sentido oposto às de Marco Braz, vice-presidente do Fla, para o qual o problema de Adriano é precisamente ter voltado a consumir álcool em excesso.

«O álcool não interfere em nada. Ele está a trabalhanr forte. E na pré-temporada, mesmo sem poder calçar chuteiras, treinou tanto quanto os outros», insiste Runco, citado pelo «Globoesportes», falando da situação de Adriano. Segundo o médico, o único motivo para a sua ausência da última partida, depois de uma altercação pública e violenta com a namorada, foi a condição psicológica de Adriano: «Ele não tinha como viajar porque não estava a sentir-se feliz. Se fosse por questão física, entraria normalmente. Mas agora parece que resolveu o problema e está preparado para jogar domingo.»