O Benfica informou esta terça-feira, em comunicado, que vai criar uma equipa independente de advogados que estará encarregue das investigações e processos judiciais nos quais se encontra envolvido.

A criação desta equipa, «independente de patrocínio judicial e aconselhamento jurídico estratégico», permitirá que, segundo os encarnados, o presidente e a gestão executiva estejam totalmente concentrados «no seu core business, por forma a alcançar todos os resultados desportivos, económicos e financeiros fixados».

De resto, refira-se que esta equipa de advogados é composta por João Medeiros, Paulo Saragoça da Matta e Rui Patrício. 

Na mesma nota, o Benfica esclarece que a CSA, de João Correia, vai «manter a condução das matérias jurídicas.»  

Leia o comunicado na íntegra:

 

A Direção do Sport Lisboa e Benfica e o Conselho de Administração da Benfica SAD (em conjunto SL Benfica) vêm informar o seguinte:

Considerando os processos e investigações judiciais em curso e as melhores práticas de gestão observadas em organizações internacionais em contextos similares, torna-se imprescindível criar condições organizacionais que permitam a total concentração do Presidente e da gestão executiva do SL Benfica no seu core business, por forma a alcançar todos os resultados desportivos, económicos e financeiros fixados.

Considerando, ainda, que para o cumprimento do objetivo essencial antes mencionado torna-se imprescindível implementar um modelo de gestão abrangente dos assuntos jurídicos, comunicação pública e governance, tudo em relação a tais processos e investigações judiciais, que detenha as competências e recursos necessários à defesa da reputação e do bom-nome do SL Benfica, com integral respeito pelo funcionamento do sistema judicial.

Considerando, por fim, o volume e a complexidade das várias matérias jurídicas e processos judiciais em que, do lado ativo ou passivo, o SL Benfica está envolvido, e a solicitação, entretanto recebida, do sócio fundador da CSA – Sociedade de Advogados, João Correia, no sentido de proceder a uma ampliação do apoio jurídico ao SL Benfica, torna-se essencial proceder à criação de equipas especializadas para assessorar o SL Benfica nas diversas matérias em causa.

Assim, após reunião da Direção do Sport Lisboa e Benfica e do Conselho de Administração da Benfica SAD, foi deliberado, por unanimidade, implementar um modelo de gestão autónomo das matérias antes mencionadas, o qual, entre outras funções e objetivos, contempla a criação imediata de uma equipa independente de patrocínio judicial e aconselhamento jurídico estratégico, que incluirá, desde já, os advogados João Medeiros, Paulo Saragoça da Matta e Rui Patrício.

Mais foi deliberado manter na CSA – Sociedade de Advogados, cuja equipa é composta por João Correia, José Luís Seixas, Pedro Correia e Miguel Lourenço, a condução das matérias jurídicas do Sport Lisboa e Benfica.

O SL Benfica reforça, por último, o seu objetivo e fundamento principal com esta deliberação: permitir a total concentração do Presidente e da gestão executiva na obtenção dos resultados desportivos, económicos e financeiros fixados.