Para carimbar o apuramento, o F.C. Porto pode nem precisar de ganhar. Nem sequer, aliás, de marcar qualquer golo, fruto da vantagem de 2-1 que traz da primeira mão. Contudo, Jesualdo Ferreira já deu conta na antevisão do encontro que a sua equipa não vai dormir à sombra do resultado.

Ora, neste contexto, que onze deve utilizar o F.C. Porto para conseguir o apuramento? As visitas dos dragões a Inglaterra na era Jesualdo Ferreira têm sido marcadas por alterações tácticas de última hora, quase sempre em benefício do meio campo. Nunca tiveram resultado prático, mas nunca o F.C. Porto lá chegou em vantagem. Justifica-se, desta vez, a aposta num meio campo reforçado?

Ou deve o F.C. Porto manter-se fiel ao seu esquema tradicional, com três avançados, ainda para mais quando tem a maior abundância de recursos ofensivos do passado recente. Entre Falcao, Hulk, Rodríguez, Varela e Mariano, Jesualdo vai ter de optar só por três. Ou dois. Em qualquer um dos casos, quais?