«Abriu-se um precedente grande. As coisas agora vão ser mais subjectivas. Vai depender muito da análise do árbitro, em primeiro lugar, e depois da análise posterior», começou por dizer o técnico leonino, antes de concretizar a crítica à Comissão Disciplinar da Liga: «Aquilo que continuo a dizer é que se continua a penalizar alguns pelas imagens, mas não se despenalizam outros. Alguns agentes nem com imagens nem sem imagens, nem com auricular nem sem auricular.»