lesionado acidentalmente

Hoje, na ressaca de toda a confusão, Ronaldo recordou o sucedido. «Eu quero atender os jornalistas, mas assim não dá. Assim que acabou o jogo, vieram uns 50 repórteres na minha direcção. Tive de virar e correr na direcção contrária», disse o atacante, que ao longo da partida foi assediado pela imprensa no banco de suplentes e na fase de aquecimento.

«Dentro do campo, eu estou concentrado no jogo. Não estou acostumado a ser entrevistado antes e no aquecimento. Não quero tratar mal ninguém, mas estou a aquecer ou no banco e vem alguém. Na Europa é diferente, para melhor. Quando acaba o jogo só entra a TV que está a transmitia partida. E mesmo assim eles escolhem um jogador, mas ontem (quarta-feira) realmente foi assustador. Não é uma crítica, é que realmente não estou acostumado e fiquei assustado.»