Os dois adeptos detidos serão presentes a tribunal esta segunda-feira. Para além disso, os bombeiros não tiveram mãos a medir, enviando para o estádio quatro ambulâncias e oito elementos que assistiram várias pessoas no local, tendo registado nove feridos, seis dos quais que foram levados ao Hospital de Penafiel.

Os confrontos começaram sobre o fim do jogo. O Boavista perdia por 2-0, como veio a perder, quando o treinador Vítor Paneira se desentendeu com o árbitro e foi expulso. Gerou-se a confusão e o presidente do Lousada entrou em campo, o que incendiou ainda mais o ambiente. Pouco depois o árbitro deu a partida por concluída.

Ainda antes disso, porém, os mesmos adeptos do Boavista saíram das bancadas e tentaram entrar no sector reservado a adeptos da casa. Não conseguiram e da parte de fora lançaram pedras que caíram na bancada do Lousada, partindo vidros que também atingiram os adeptos da formação da casa.

Estes responderam lançando os mesmos vidros para cima dos adeptos do Boavista (levou cerca de 300 a Lousada). Da parte de fora do estádio, a GNR tentou separar as duas partes, sem sucesso, tendo continuado os confrontos, que só terminaram com a chegada das forças de intervenção rápida, uma hora depois.

Veja o vídeo gravado pela Lousada TV: