Maisfutebol

Diogo Valente soube esta semana que foi pré-convocado para a selecção B, para o estágio de 16 e 17 de Março, em Rio Maior. O esquerdino ambiciona mais, mas não esconde a felicidade e diz obrigado aos colegas com quem lida diariamente. «Sim, sei da pré-convocatória, já a recebi. É preciso ter em atenção que é só uma pré-chamada. O primeiro passo é conseguir entrar na convocatória final, mas estou muito feliz com esta hipótese. É sempre bom sermos reconhecidos, é sinal de que estamos a trabalhar bem. Como digo, ainda espero a confirmação oficial da ida ao estágio de Rio Maior, mas estou muito feliz com a perspectiva e não posso deixar de agradecer a quem me ajudou a alcançar isto, que foi o Leixões. Agradeço a toda a equipa. Agora vou continuar a trabalhar, cada vez mais forte, para estar presente em mais chamadas. Só quero parar na selecção principal», adiantou.

Em relação ao jogo deste fim-de-semana, Diogo aconselha os adeptos a irem ao Estádio do Mar. «Vai ser com certeza um bom jogo. É a melhor equipa portuguesa, a campeã nacional, contra a equipa sensação do campeonato pelo que só pode ser um bom espectáculo. O Leixões vai entrar para ganhar, como sempre faz, apesar do Porto ser muito forte. Eles vão querer entrar forte para vingar o resultado no Dragão e vão estar ainda mais motivados porque podem dar um passo importante rumo ao título. Mas o Leixões tem os seus objectivos, que agora passam por ficar nos primeiros cinco lugares e não vamos facilitar», prometeu o esquerdino.

«Quero mostrar-me»

Facilidades é o que os adversários do Leixões não têm, de todo, encontrado quando defrontam os matosinhenses, mas o ala estabelece diferença entre o campeonato da sua equipa e o de FCPorto, Benfica e Sporting. «Como disse o [Bruno] China esta semana, o título não é mesmo para nós. Fomos líderes bastante tempo, mas é uma questão muito difícil. O objectivo principal sempre foi a manutenção e agora é a UEFA. Vamos lutar pela UEFA. O título é dos três grandes, porque têm melhores condições, mais qualidade, embora o Leixões tenha mostrado que também tem qualidade, que também é uma grande equipa. O nosso forte é o conjunto e a atitude. Somos um plantel muito unido», explicou, dando conta do «segredo» para o sucesso.

Quisemos, por fim, saber se Diogo Valente tinha festejos preparados para o jogo de amanhã. O extremo riu-se e abriu o coração quanto às previsões futuras. «Vou tentar, vamos todos tentar marcar. É lógico que quero mostrar serviço porque, como já tenho dito, o objectivo é regressar ao Dragão na próxima época. Quero mostrar o meu valor. Sei que o F.C. Porto acompanha sempre os jogadores emprestados, mas dá mais nas vistas jogar bem contra eles. Quero mostrar-me, mas de momento tenho a cabeça aqui no Leixões e é por este clube que luto. Para o ano vê-se, o importante é o presente.»

«Nunca houve problema salarial»

Noutro âmbito, alguma imprensa avança com o nome do Leixões na lista, cada vez mais negra, dos devedores. O extremo confirma, mas atenua o problema. «É verdade [que há atraso], o Vitor Oliveira confirmou e eu posso dizer o mesmo. Há salários em atraso, mas é só um mês e vão ser pagos ainda esta semana, pelo que não há qualquer problema de maior. Está tudo resolvido. E posso dizer que é a primeira vez que acontece aqui, pois até agora nunca houve qualquer problema salarial», esclareceu.