Delac conseguiu criar impacto imediato no mundo do futebol profissional. Nasceu para o futebol no NK Inter Zapresic, onde se estreou como profissional em Fevereiro. Para não deixar a coisa por menos, pouco depois de entrar em campo, Delac defendeu um penalty ao veterano avançado Vugrinec, internacional croata. E com isso, assegurou a vitória da sua equipa frente ao rival NK Zagreb (1-0).

«Depois da minha estreia recebi 38 pedidos de amizade no Facebok, apenas em algumas horas. Nem queria acreditar. As pessoas agora passam na rua e cumprimentam-me. É demais!» , contou à UEFA , em jeito típico de adolescente, o menino prodígio croata.

Nascido na Bósnia, Delac já esteve para vir jogar para o nosso país, entrando por uma porta grande. Com Hadjuk Split e o Dínamo de Zagreb na sua peugada, Delac também impressionou um olheiro do Benfica. «Fui a Lisboa fazer uma experiência e foi fantástico. O olheiro deles observou-me durante um jogo de sub-15 pela Croácia e convidou-me a ir lá. Treinei algumas vezes e eles ficaram muito satisfeitos, mas os clubes não acertaram a transferência e tive que regressar ao Zapresic», confidenciou o jovem guarda-redes.

Segundo as explicações de Delac, o início da carreira na baliza foi apenas casual. «O meu treinador viu que eu era o mais alto de todos e pôs-me a defender.» Pelos vistos, uma intuição acertada. A decisão descobriu um talento precoce, que não esconde um sonho aportuguesado. «Passo o meu tempo a ver jogos. Se pudesse escolher um jogador a quem defender um penalty, escolheria Cristiano Ronaldo. É soberbo. Sonho defender um remate dele uma vez na vida», assumiu o guarda-redes croata. Diz quem conhece a qualidade de Delac, pode faltar pouco para o sonho ser real.