«Não falámos de promessas. Falámos da realidade e da necessidade deste grupo ter disponibilidade financeira. Nos próximos dias poderá haver novidades e, portanto, teremos a hipótese de preparar o jogo com o Benfica com mais tranquilidade», disse o antigo internacional português.

O médio esclareceu, ainda, que a equipa não faltou ao treino, agendado para as 16 horas: «A reunião já estava marcada para hoje [segunda-feira]. Os problemas do clube levam a que estejamos mais presentes mais vezes. Tivemos oportunidade de nos reunirmos com o presidente e com o responsável que trata do PEC [Plano Extrajudicial de Conciliação], que nos deu boas informações.»

Recorde-se que na passada sexta-feira o Estrela faltou ao particular com o Estoril, na Amoreira, devido à grave situação financeira. Dois salários adiantados pelo Fundo de Garantia Salarial do Sindicato e parte de um ordenado pago pelo clube foi quanto o plantel recebeu esta temporada.

A formação da Amadora regressa esta terça-feira ao trabalho, a partir das 15.30 horas, no Estádio José Gomes, para iniciar a preparação da jornada com o Benfica, domingo, na Reboleira.