O F.C. Porto não tem um único extremo disponível pelo menos para os próximos dois jogos. Frente ao Rio Ave, em Vila do Conde (Taça de Portugal) e diante do Belenenses, no Restelo (Liga). Para uma equipa que se sente atraída pelo 4x3x3 desde a chegada de Jesualdo, o cenário é preocupante. Como vai dar Jesualdo Ferreira a volta a isto?

Mariano Gonzalez operado ao joelho

«Eu colocaria o Fucile numa posição mais adiantada, sobre o lado direito do meio-campo. Ele pode ser a solução. Manteria o Fernando, o Ruben Micael e o Raul Meireles e apostaria em dois ponta-de-lança: o Falcao e o Farías, ou então o Orlando Sá», explica Vitor Manuel ao Maisfutebol.

O antigo técnico de Sp. Braga, U. Leiria e Salgueiros até acredita que o F.C. Porto pode beneficiar com esta metamorfose. «Talvez o Jesualdo encontre o antídoto para ultrapassar os maus resultados neste 4x4x2 que lhe é imposto pelas limitações.»

«Fucile no meio-campo pode ser uma grande descoberta»

A conciliação de Falcao com Farías retira largura à equipa, mas acrescenta poder de fogo ao ataque. Raras vezes é possível ter o melhor de dois mundos e Jesualdo Ferreira sabe-o melhor do que ninguém. Sem extremos, o F.C. Porto terá de encontrar o equilíbrio com «dois laterais de tracção ofensiva» e a tal colocação de Jorge Fucile no meio-campo.

Varela fractura perónio e falha resto da época

«O Miguel Lopes e o Alvaro Pereira têm capacidade física para subir e descer no terreno. Acredito que o Jesualdo lhes dará mais liberdade. E a colocação do Fucile numa posição intermediária pode revelar-se uma grande descoberta. Ele tem garra, remata bem, dribla sem problemas e no meio-campo pode arriscar mais. A lateral direito comete erros infantis», sentencia Vitor Manuel.

«Nunca fui um escravo do sistema. Se não tenho jogadores para jogar em 4x3x3 sou obrigado a arranjar alternativas. O treinador do F.C. Porto também é pago para isso. O Jesualdo tem talento e experiência para ultrapassar uma fase em que tudo de mal acontece ao plantel.»

Esquemas ou dinâmica vs. esquemas dinâmicos

A opinião do experiente Vitor Manuel é clara: sem homens para as alas do ataque, Jesualdo deve apostar num 4x4x2, com Fucile a completar o quarteto do meio-campo e Farías a acompanhar Falcao na frente. Agora, queremos também saber a opinião do leitor.

Numa fase da temporada já adiantada, este 4x4x2 (ou 4x1x3x2, se preferir) pode ser a variante ideal para o F.C. Porto? A sociedade ofensiva de Farías e Falcao pode resultar ou acredita que a equipa vai ser mais previsível?

Se for daqueles que acredita mais em dinâmicas do que em sistemas, pode também deixar as suas ideias. Afinal, o futebol é um jogo dinâmico, de movimento constante.