O jogo faz parte de uma série de eventos comemorativos do sexagésimo aniversário da criação da Agência das Nações Unidas para os Refugiados Palestinos (UNRWA). Esta entidade é responsável por cerca de 4 milhões e 300 mil refugiados na Jordânia, Síria, Líbano e Faixa de Gaza.

«É um evento importante porque é a primeira vez que a selecção palestiniana joga na Europa», confirmou Leila Chahid, o delegado desse país em Bruxelas.

O jogo vai ser alvo de fortes medidas de segurança precisamente devido à presença da equipa palestiniana, membro da FIFA desde 1998.