Perante isto, os jornalistas italianos tentaram conhecer melhor o avançado argentino. Iturbe reconheceu a necessidade de «melhorar taticamente» e mostrou-se disponível para jogar no lugar em que o treinador entender. «Pode ser à direita ou à esquerda, tanto faz».

Feliz por estar «numa equipa poderosa e num campeonato fantástico», Juan Iturbe voltou a recusar qualquer comparação com Messi - «já me perguntaram isso milhares de vezes» - e fez apenas um agradecimento.

«Tenho de deixar uma palavra ao Ramon Diaz e ao River, pois deram-me oportunidade para crescer. Agora quero testar-me numa liga dura e tática como a Serie A». Para a estrutura do FC Porto não houve palavras bonitas.