El Paísblaugrana

A chegada de Keita ao Barcelona fê-lo deixar grandes amigos e enormes momentos em Sevilha. O africano admite que sentiu algumas dificuldades na mudança de estilo. «O mister queria que chegasse e conquistasse o posto, mas tinha que trabalhar na defesa. Falou muito comigo e disse-me que era melhor chegar à área do que lá estar», explicou o avançado, para depois elogiar a postura do seu treinador numa curta avaliação. «Guardiola fala muito com os jogadores porque é um pefeccionista», confidenciou o número 15.