FIGURA: Diego Lopes

Um fantasista nato com espaço para deixar sair as suas diabruras neste Rio Ave. Guardado pelo duplo pivô composto por Jambor e Schmidt, o brasileiro de 24 anos tem liberdade para criar e para arranjar espaços em equipa com combinações de encher o olho. Foi o que fez na pedreira, com serenidade organizou o jogo do Rio Ave e fez tabelinhas de fino recorte. O melhor da noite no Municipal de Braga.

MOMENTO: golo de Gelson Dala (34’)

Mau atraso de Sequeira de cabeça, a deixar o esférico numa zona onde apenas estava Fábio Coentrão. O jogador do Rio Ave conduziu um contragolpe mortífero pelo corredor central, servindo Gelson Dala. O angolano que foi a surpresa no onze vila-condense encaminhou-se para a cara de Tiago Sá e estabeleceu o empate com um remate de pé direito a desviar do guarda-redes.

OUTROS DESTAQUES

João Schmidt

Visão de jogo conjugada com qualidade técnica no passe a fazer do brasileiro uma referência no meio campo do Rio Ave. Deu critério à construção de jogo do Rio Ave, quase manchando a exibição ao exagerar ao sair a jogar quando estava apertado.

Ricardo Horta

Passou por uma fase de menor produtividade, mas reencontrou-se com as redes adversárias. Depois de marcar no Jamor ao Belenenses voltou a fazê-lo esta noite. Foi o sexto golo do médio na presente temporada.

Galeno

O mais esclarecido do ataque do Rio Ave. Velocíssimo, o extremo de apenas vinte anos assinou algumas arrancadas estonteantes e criou perigo.  Ajudou Matheus Reis a defender e foi uma unidade importante no ataque.

Wilson Eduardo

Mais uma exibição bem conseguida do atacante. Sempre ligado à corrente, tirou vários cruzamentos e tentou criar perigo de várias formas. Esteve perto de marcar aos 67 minutos mas viu Leó Jardim negar-lhe o golo.

Gelson Dala

Surpresa no onze do Rio Ave, marcou um golo e podia ter feito o segundo. Rápido no ataque, fica ligado ao ponto conquistado pela turma de Vila do Conde.