O internacional francês, que esteve em destaque na vitória de sábado sobre o West Ham (4-1), com dois golos, fez questão de desvalorizar o regresso do treinador que deixou marca no clube de Londres. «Não estamos a pensar em história, estamos a tentar fazer história. O que aconteceu no passado não nos interessa. Estamos apenas concentrados em ganhar e passar a eliminatória amanhã à noite. Espero que seja um grande resultado para o Chelsea», começou por destacar na antevisão do jogo.

Malouda compreende o efeito Mourinho, mas diz que esse pormenor é mais relevante para os adeptos. «É mais importante para os adeptos do que para nós. Nós, como jogadores do Chelsea, só queremos bater o Inter. Como ele é o treinador do Inter, também o queremos bater. Isso é que interessa», prosseguiu.

No primeiro jogo, em Milão, o Inter venceu por 2-1, mas a eliminatória vai ser decidida em Stamford Bridge onde a presença de Mourinho terá maior simbolismo. «Vai ser um jogo emocionante para ele mas, como se viu no primeiro jogo, não vai perturbar os jogadores que ele contratou aqui para o Chelsea. Só espero que Carlos Ancelotti me ajude a ganhar a minha primeira Liga dos Campeões», destacou ainda.

O Chelsea precisa apenas de um golo para seguir em frente, mas Malouda considera que o golo não precisa de ser marcado cedo. «Não sei se precisamos de um golo madrugador. Marcámos um golo fora, portanto só precisamos de um golo para seguir em frente, temos de ser pacientes. Não vamos entrar pressionados para marcar, temos de ser espertos e marcar, espero eu, mais do que um golo», destacou.

Em Milão, sem Ashley Cole e Yuri Zhirkov (Paulo Ferreira não está inscrito), Malouda foi forçado a jogar a lateral esquerdo, mas no segundo jogo, tendo em conta o seu bom momento de forma, deve voltar à sua posição natural. Foi uma situação de emergência, obviamente vou voltar à minha posição e jogar com a mesma confiança do último sábado. Vai ser um jogo difícil. Esperamos um jogo diferente do Inter, só temos de tirar as ilações do que se passou no primeiro jogo para seguirmos em frente», acrescentou.