«Para mim foi fundamental. Nasci filho de jogador, cresci filho de jogador e fiz a adolescência filho de treinador. Quando cheguei ao futebol diziam que era um desconhecido, mas entrei no futebol com um ano de idade», começou por destacar.

No entanto, o treinador defende que não é fácil crescer à sombra de um pai que foi internacional e deu outros exemplos. «Não é fácil entrar no futebol com alguém com nome no futebol. Daí admirar homens como Rui Águas ou Paolo Maldini que foram filhos de grandes do futebol e chegaram onde chegaram», referiu.