Acompanhe o Nacional-Belenenses AO VIVO

O Nacional luta pela Europa, o Belenenses sonha com a manutenção. Frente a frente duas equipas separadas por quinze pontos mas que terão um objectivo comum: vencer. E uma vitória torna-se uma obrigação embora por motivos bem diferentes. Os madeirenses ainda não conseguiram triunfar em 2010 na Liga, enquanto os azuis já não vencem já lá vão seis meses. Esse saboroso triunfo foi em Agosto de 2009, em casa, frente à Naval (2-0) ainda sob o comando de João Carlos Pereira. Com ¿Toni¿ Conceição, os lisboetas ainda não tiveram esse prazer. O jogo pode confirmar de resto esta ronda como a mais frutuosa desta Liga. «Bastam» três golos para igualar os 27 da sétima jornada.

Na Choupana, vai estar o pior ataque (dez golos) da Liga, os visitantes, frente a uma das piores defesas: os alvinegros já sofreram 36 golos, tantos como o Setúbal. A formação de Manuel Machado tem a seu favor a história: é que desde o regresso ao convívio do escalão máximo, os madeirenses venceram os homens do Restelo no Estádio da Madeira por cinco vezes, empataram uma partida e perderam apenas na temporada de 2007/08 por 1-2.

Baixas em ambas as equipas

Manuel Machado continua com azar em termos de lesões. É que de fora ficam: Rodrigo, Mateus, Todorovic, Pavlovic, Halliche e Edgar Costa. No entanto, destes apenas Mateus e Halliche eram por vezes titulares. Mas para além dos lesionados, o técnico dos madeirenses também não pode contar com Pecnik e Tomasevic, pois ambos foram chamados às respectivas selecções. Mesmo assim, os regressos de Alex Bruno e Thiago Gentil conferem alguma qualidade à equipa. Jogando em casa, os alvinegros são naturalmente favoritos apesar das muitas ausências.

No Restelo, também há motivos para queixas. Celestino e Yontcha estão castigados, enquanto Nélson, Arroz e Azeez estão lesionados.

Mais um onze diferente

O Nacional está agora mais estável em termos de onze, mesmo tendo vindo a sofrer algumas baixas. Assim, o treinador deve apostar numa formação idêntica à que pontuou nos Barreiros, num 4x4x2, ou então, dar um carisma mais ofensivo num 4x3x3. Se tal acontecer, Salino deve ser candidato à saída dos titulares, com Amuneke a poder ocupar a faixa esquerda do ataque.

Já Toni , uma vez mais, vai alterar a sua equipa inicial. Até agora, nunca a repetiu. E também não vai ser esta segunda-feira. Celestino fica de fora por castigo, sendo porvável que Gómez seja o seu substituto.

Equipas prováveis:

NACIONAL: Bracalli; Patacas, Felipe Lopes, Alex Bruno e Nuno Pinto; Cléber, Salino, Luís Alberto e Thiago Gentil; Oldoni e João Aurélio.

BELENENSES: Bruno Vale; Mano, Devic, Marcos António e Tiago Gomes; Gómez, André Almeida, Zé Pedro e Fajardo; Barge e Lima.