Paulo Sérgio e Domingos Paciência, treinadores do P. Ferreira e da Académica, consideraram no final do empate (1-1) entre as duas equipas que o oitavo lugar continua a ser o objectivo, embora a Académica saia desta jornada em vantagem:

Paulo Sérgio, treinador do P. Ferreira:

«O jogo ofensivo da Académica resume-se a um remate ao lado e a uma falta lateral que deu golo numa falha de marcação nossa. O resto do jogo foi do P. Ferreira, embora a seguir ao golo adversário tenhamos defendido mal, não pressionando como queríamos. Acho que a estratégia dos três centrais não correu bem hoje, embora tenha corrido bem na Madeira. Mudámos isso e nos quinze minutos finais criámos oportunidades suficientes para ganhar. Não conseguimos conquistar os três pontos, mas tenho de dar os parabéns aos jogadores. Perdemos o Dedé e o André Pinto na quarta-feira, perdemos o Jorginho hoje de manhã, perdemos o Paulo Sousa no aquecimento, perdemos o Cristiano nos primeiros minutos, enfim, não foi fácil e a equipa respondeu muito bem. Não conseguimos ganhar e a vantagem do oitavo lugar é da Académica, mas continuamos a procurar os três pontos em todos os jogos e a procurar subir um lugar ou outro na classificação.»

Domingos Paciência, treinador da Académica:

«Acaba por ser um resultado justo pela forma como o jogo correu. Não foi um jogo bonito de se ver, a bola andou muito no tempo no ar. Nós não tivemos uma primeira parte dentro do que costumámos fazer, mas entrar em jogo e sofrer um golo muda a forma de actuar. A minha equipa sentiu esse golo. Na segunda parte reagiu bem e chegou ao empate. É verdade que o P. Ferreira na parte final teve algumas ocasiões de golo, mas foi mais em lances de bola parada e remates de longe. A partir deste momento queremos manter o oitavo lugar. Sabemos que o nosso calendário não é fácil, na próxima jornada temos o Sporting, que luta pelo título, e vamos tentar trabalhar da mesma forma que fizemos com os outros grandes, procurando a vitória para manter o oitavo lugar.»