«Oxalá em Maio possamos festejar. Acreditamos que, dentro de dois meses, possamos festejar pelo menos uma das competições em que participamos», observou Quique Flores, à chegada à gala dos encarnados, este sábado, no Estoril.

Com o F.C. Porto-Sporting a ser disputado ao mesmo tempo que a festa do clube, Quique admitiu que ia estar atento ao Estádio do Dragão. «Indirectamente sim, claro. Mas o mais importante é o aniversário do Benfica e a noção de que estamos na luta por todas as competições em que participamos», defendeu. «Espero que seja uma noite do Benfica. O mais importante é o que se passa aqui», ressalvou.

No que respeita à homenagem de Eusébio, o treinador considerou ser «um privilégio» estar ao lado do Pantera Negra.

Antes de receber o prémio carreira, na presença de mais de mil convidados, Eusébio falou sobre o momento dos encarnados: «Estou contente pela vitória frente ao Leixões. Espero que o Benfica ganhe todos os jogos do campeonato, que os jogadores encarem todas as partidas como finais e, se Deus quiser, podemos ser campeões, sabendo, claro, que o F.C. Porto está em primeiro lugar.»