A partir daqui, é o verdadeiro jogo de especulações. A imprensa inglesa sugere que os documentos foram facilitados por Daniel Levy, presidente do Tottenham, ex-clube de Bale. Porquê? Porque prometera aos adeptos dos «spurs» não deixar sair Bale por menos de 100 milhões.

O anonimato explica-se pela cláusula de confidencialidade assinada entre Levy e Florentino Perez. E não só. Os jornais ingleses sublinham também que o Real Madrid terá tentado esconder de Cristiano Ronaldo os números da operação. Incluindo o salário de Bale.

O galês vai ganhar 13 milhões de euros por anos. Ronaldo ganha 10,5 e está a negociar um novo contrato, que subirá o valor para 17.