Num ápice, o V. Guimarães, «dono» do almejado quinto lugar (33 pontos), ganhou mais um perseguidor, que, à entrada para 23ª jornada, dista apenas um ponto e sobre quem, ainda por cima, está em desvantagem no confronto directo. Os pacenses, se acreditam mesmo que podem voltar às provas da UEFA, não vão querer deixar fugir os minhotos, mas da União, candidata assumida ao último bilhete para a Europa, não se espera outra disposição.

O percurso dos comandados de Lito Vidigal é que tem sido diferente, com apenas uma vitória e um empate (em casa, com o V. Setúbal) nos últimos seis jogos. Ao triunfo sobre o Leixões, há duas jornadas, os leirienses voltaram ao registo das derrotas na última ronda, na Figueira, mantendo-se a questão da irregularidade que tem caracterizado a equipa nos últimos dois meses.

Paços com muitas baixas

O técnico pacense não poderá contar com André Leão (rotura no adutor), Livramento (operado ao apêndice), Romeu Torres (entorse num tornozelo), Leandrinho (lombalgia) e William (traumatismo nos gémeos), todos lesionados, para o encontro deste domingo. A baixa deste último, por ser o máximo goleador da equipa, com 10 golos, reveste-se de particular significado. Assim sendo, o avançado Berlin, que chegou em Janeiro e recuperou de uma lesão muscular, estreia-se nos convocados, além de haver ainda a registar o regresso do lateral Baiano, após lesão.

Do lado da casa, há a registar as ausências dos lesionados Pedro Cervantes e Nuno Gomes, que, todavia, não impedirão Lito Vidigal de apresentar o onze mais forte, jogando com a mesma equipa pela terceira jornada consecutiva.

A história diz que o Paços, que já venceu por duas vezes em Leiria em nove confrontos, já não ganha em casa da União desde 2003 mas, desde então, os locais também só foram capazes de levar os três pontos em duas ocasiões, num embate sempre muito equilibrado. Na primeira volta, os homens do Lis impuseram-se em Paços de Ferreira graças a um golo de Cássio. Haverá ajuste de contas?

Equipas prováveis:

U. LEIRIA

Djuricic; Paulo Vinícius, Diego Gaúcho, Zé António e Ronny; André Santos; Marco Soares, Silas e Pateiro; Cássio e Carlão

Suplentes: Hélder Godinho, Hugo Gomes, Mamadou Tall, Bruno Miguel, Elias, Rafael Bittencourt, Tiago Luís e Ouattara

P. FERREIRA

Coelho; Baiano, Ricardo, Danielson e Jorginho; Leonel Olimpio, Filipe Anunciação e Bruno; Maykon, Berlin e Pizzi

Suplentes: Cássio, Candeias, Jason, Kelly, Fábio Pacheco, Paulo Sousa, Manuel José e

Carlitos