William Gaillard, director de comunicação da UEFA, avançou os próximos passos desta moção. «Temos de discutir e definir os termos com a FIFA e, em seguida, com a UE para chegar a acordo sobre regras que impeçam os centros de treino de ser pilhados pelos clubes mais ricos», afirma, citado pela Lusa.

A proposta pretende abranger todas as transferências entre clubes europeus e de clubes de outros continentes para a Europa. Platini explicou que o objectivo desta medida é proteger os jovens. «A questão dos menores é essencialmente moral e ética, temos o dever de tomar medidas para proteger os jovens jogadores e aos clubes que os formam.»

O Conselho Estratégico da UEFA estudou ainda alterações às «instâncias de controlo financeiro dos clubes», com a criação de uma nova entidade para cuidar o «fair play económico». Também discutiu quais as medidas «a médio e longo prazo» para «garantir que os clubes se mantenham nos limites» de custos que podem suportar.