UIisses Morais, treinador do Paços de Ferreira, no final da derrota deste domingo em Leiria:

«O que planeamos tem mais a ver com os 60 minutos finais do que os primeiros 30 em que fomos passivos, coisa que não é hábito. Percebo em virtude do adversário e do relvado. A partir do momento em que o golo nos desperta e, sem nada a perder, vamos buscar todo o trabalho inicial e mostrámos do que somos capazes, apesar de algumas ausências em termos de jogo ofensivo. Não estou satisfeito com o resultado e como ele aconteceu, mas tivemos 60 minutos de valia técnica, em que assumimos a bola e deixámos o adversário longe da nossa baliza. Fomos infelizes ao sofrer o golo perto do fim, mas enquanto há jogo há jogo, não nos lamentamos. O empate premiaria o nosso trabalho, o Leiria só foi melhor do que nós em 30 minutos mas nós fomos superiores em 60. Houve foi algumas individualidades do Leiria que resolveram. Os objectivos mantêm-se e passam por continuar a pensar que é possível trabalhar para ganhar o próximo jogo. Conseguimos a manutenção de alguma forma cedo mas somos ambiciosos. O que obtivemos não foi por acaso. Queremos ganhar todos os jogos.»