Pablo Aimar, médio do Benfica, comentou o episódio de Luisão e o árbitro alemão Christian Fischer e que levou à abertura de um processo disciplinar ao capitão dos encarnados, que derrubou o juiz num particular com o Fortuna Dusseldorf:

«Não se chega a ver. Ponho as mãos no fogo pelo Luisão. É impossível que tenha tido a intenção de fazer algo de mal, mas no futebol veem-se coisas novas todos os dias. É incrível. Castigá-lo? É óbvio que não.»