O guarda-redes foi operado ainda na noite de segunda-feira e deverá parar quatro a seis meses.

A lesão de Ceni foi um choque para os companheiros. André Lima, que estava envolvido no lance em que o guarda-redes se lesionou, faz um relato dramático. «Eu estava no lance com ele e ouvi o estalo. Ele caiu em cima do tornozelo e deu-me um susto muito grande, porque começou a berrar. Estava com a bola dominada e até parei para ver o que tinha acontecido. Foi um baque muito grande para mim, que estava ao lado», conta o jogador.

Rogério Ceni é uma lenda do São Paulo, clube que representa desde 1990. Além das suas qualidades na baliza e das suas qualidades como líder, destacou-se desde cedo pela veia goleadora. Ao longo da sua carreira já marcou 85 golos, não só de penalty mas também de livre.