Luiz Felipe Scolari divulgou a lista de 23 jogadores convocados para a fase final do Campeonato do Mundo de 2014. O treinador que levou o Brasil ao pentacampeonato escolheu uma nova ‘família’ – embora fuja a esse conceito de 2002 – para a conquista do troféu no seu país.

«A partir da divulgação dos nomes ao nosso país, peço aos torcedores que, mesmo que discordem de A B ou C, tratem bem os jogadores»

Perante mais de oitocentos jornalistas, o selecionador que passou por Portugal anunciou uma convocatória sem surpresas consideráveis. Henrique, defesa-central do Nápoles, deverá ser o nome mais questionado nos próximos dias.

A base da seleção brasileira estava formada desde a Taça das Confederações de 2013. A conquista do torneio, com uma vitória por 3-0 frente à Espanha (campeã do Mundo), aumentou os níveis de confiança em torno da ‘canarinha’.

Scolari foi moldando o grupo e apresentou uma lista coerente com as escolhas anteriores, sobretudo nas linhas ofensivas.

Entre 23 jogadores convocados, destaque para os seis que representam clubes ingleses. O Chelsea é o principal fornecedor, com David Luiz a fazer-se acompanhar pelos médios Ramires, Óscar e Willian. Paulinho (Tottenham) e Fernandinho (Man. City) completam o leque de talentos provenientes da Premier League.

Os guarda-redes Jefferson (Botafogo) e Victor (Atlético Mineiro) e os avançados Fred (Fluminense) e Jô (Atlético Mineiro) jogam no campeonato brasileiro. Para além disso, há três nomes da Liga espanhola, outros tantos de Itália, dois de França e Alemanha, um de Canadá, Rússia e Ucrânia.

Como é seu timbre, o selecionador do Brasil não quis falar sobre as ausências. Nas próximas semanas, haverá certamente debate em torno de nomes como Lucas Moura, Lucas Leiva e Coutinho do Liverpool, os históricos Robinho, Ronaldinho Gaúcho e Kaká, para além dos líderes do campeonato espanhol: Miranda e Filipe Luís do Atlético de Madrid.

«Tenho 23 convocados. Os que não foram convocados, não foram», respondeu Scolari. Sem mais.

Não haverá jogadores do campeonato português na seleção brasileira, embora quatro elementos tenham passado pelo nosso futebol: Thiago Silva e Hulk (FC Porto), David Luiz e Ramires (Benfica).

Curiosamente, Luiz Felipe Scolari divulgou os convocados para o Mundial de 2002 a 6 de maio. 12 anos mais tarde, o Brasil volta a conhecer os membros da ‘família’ do Sargentão.

Luiz Felipe Scolari procura estabelecer as diferenças entre os grupos. Em 2002, por exemplo, tinha à disposição mais jogadores com experiência em Mundiais.

Nesta lista, apenas 7 dos 23 convocados já disputaram um Campeonato do Mundo. De qualquer forma, o treinador não se encolhe. O objetivo é claro.

«O que é oficial é que vamos para ganhar a Copa do Mundo. Tenho essa responsabilidade», atirou Scolari.

As escolhas estão feitas e os jogadores reagiram com natural entusiasmo. 

Aí está a 'canarinha' para o Mundial de 2014.

Guarda-redes:

Julio Cesar (Toronto, Canadá)

Jefferson (Botafogo, Brasil)

Victor (Atlético Mineiro, Brasil)

Defesas:

Daniel Alves (Barcelona, Espanha)

Maicon (AS Roma, Itália)

Marcelo (Real Madrid, Espanha)

Maxwell (Paris Saint-Germain, França)

Thiago Silva (Paris Saint-Germain, França)

David Luiz (Chelsea, Inglaterra)

Dante (Bayern Munique, Alemanha)

Henrique (Nápoles, Itália)

Médios:

Luiz Gustavo (Wolfsburg, Alemanha)

Hernanes (Inter Milão, Itália)

Paulinho (Tottenham, Inglaterra)

Ramires (Chelsea, Inglaterra)

Oscar (Chelsea, Inglaterra)

Fernandinho (Manchester City, Inglaterra)

Willian (Chelsea, Inglaterra)

Avançados

Hulk (Zenit, Rússia)

Neymar (Barcelona, Espanha)

Fred (Fluminense, Brasil)

Jô (Atlético Mineiro, Brasil)

Bernard (Shaktar Donetsk, Ucrânia)