Recorde-se que no primeiro jogo das meias-finais os nerazzurri perderam por 3-0, com Pazzini a bisar e Cassano a ampliar o marcador. Dar a volta ao resultado é a tarefa hercúlea que os comandados de Mourinho têm pela frente. Mesmo com a desvantagem de três golos, o treinador português não dá a eliminatória por perdida. «Neste momento, obviamente, estamos fora. A Sampdória leva três golos de vantagem, mas no futebol tudo é possível. Tivemos um exemplo no outro jogo, em que controlámos a partida, dominámos, mas sofremos dois golos. Atacamos, sofremos outro. Isto é futebol e no futebol tudo pode suceder. Eles também devem pensar no jogo: se vão defender mais ou atacar de imediato, se vão abrir ou gerir o resultado. Vamos ver o que acontece», sugeriu José Mourinho na conferência de imprensa.

Na antevisão do encontro, o treinador garantiu que a Taça ainda é um objectivo, mesmo que secundário, porque «obviamente ninguém vai trocá-la pelo scudetto

Convocados:

Guarda-redes: Toldo, Julio César, Orlandoni

Defesas: Córdoba, Maxwell, Burdisso, Materazzi, Chivu, Santon

Médios: Javier Zanetti, Patrick Vieira, Cambiasso, Mancini, Krhin

Avançados: Ibrahimovic, Crespo, Júlio Cruz, Obinna e Balotelli.