«Esta pode ser a minha última época como jogador. No próximo ano, não quero sentir-me como estou a sentir-me agora», confessou o ex-capitão do Liverpool.

Gerrard admitiu que jogar na principal liga dos Estados Unidos e do Canadá trouxe algumas dificuldades e que, apesar de ainda só ter estado quatro meses na liga norte-americana, pareceu mais tempo.

«Fazer viagens longas, jogar em relvado artificial, jogar em altitude, jogar com humidade, estes foram alguns dos obstáculos que tive de enfrentar nos últimos três meses e para os quais não estavam preparado. Cada um jogo tinha um desafio diferente», argumentou.