A polícia brasileira deteve os responsáveis pelo crime, que terá sido causado pelo envolvimento de Gabriel no roubo de um automóvel.

Após o assalto, Gabriel, um irmão mais novo e outro cúmplice, terão levado o carro para a favela, violando uma das leis impostas pelos traficantes que operam no local. «Lico», que controla o tráfico em Parque São Francisco, não gostou da atitude do jogador, já que poderia atrair a polícia para o local, e deu ordens para que Gabriel fosse eliminado.

Na altura do desaparecimento de Gabriel, o Fluminense informou que o jogador estava afastado do clube, com quem tinha contrato até 2014, por motivos de indisciplina.