Thomas Bach, em declarações ao canal France 2, justifica esta posição com o facto de os Jogos Olímpicos de 2024 decorrerem só daqui a nove anos e que, até lá, muita coisa se irá passar no mundo.

«Espero que os responsáveis políticos aprovem medidas para combater o terrorismo e a barbárie», referiu Thomas Bach, acrescentando que esta é uma questão que diz respeito à comunidade internacional e não apenas a França ou a Paris.

Paris concorre com Budapeste (Hungria), Hamburgo (Alemanha), Los Angeles (Estados Unidos) e Roma (Itália) à organização dos Jogos Olímpicos de 2024. O anúncio do vencedor será revelado a 13 de setembro de 2017, em Lima, no Perú.

O Stade de France, que era um dos alvos da série de sete atentados, durante o jogo França-Alemanha, será o estádio olímpico em 2024 em caso de vitória da candidatura parisiense.