Com Hurtado, Carrillo e Rodríguez durante os 90 minutos no onze de Sergio Markarían foi o avançado do Paços de Ferreira quem inaugurou o marcador para os visitantes, aos 20 minutos, depois de uma perda de bola do meio-campo venezuelano. O golo surgiu contra a corrente do jogo, depois de a formação local ter desperdiçado várias oportunidades para marcar.

A Venezuela virou o resultado, com golos de Jose Rondón, aos 36 minutos, e Cesar González, aos 62, na conversão de uma grande penalidade. Otero, aos 77, confirmou o triunfo. Zambrano, aos 87, ainda reduziu para o Peru, que fica afastado em definitivo da fase final.

Os pupilos de Cesar Farías já só podem aspirar ao playoff (frente a uma equipa da Oceania), mas dependem dos resultados de Uruguai e Equador e têm de anular a desvantagem no «goal avarage» para esses dois rivais, embora só tenham um jogo para o fazer, frente ao Paraguai. Os rivais têm dois, um entre si.