Tudo aconteceu no final do jogo, na zona mista, entre os balneários e o autocarro que ia levar os jogadores do Gana. Os jogadores estavam a passar sem falar aos jornalistas quando Oliver Pron, jornalista da rádio France Internationale, terá vaiado os jogadores.

John Boye não gostou voltou atrás e insultou o jornalista, chegando mesmo a ameaçá-lo, quando foi contido por Gyan que também por ali passava. «Ele insultou-me, não tem o direito de fazer isso», justificou Boye.

O repórter, por seu lado, admitiu ter vaiado os atletas, mas justificou a sua ação com o silêncio dos jogadores do Gana. «Eles têm de falar. No último Mundial pelo menos dois jogadores davam entrevistas. Não insultei ninguém, só fiz cara feia e eles não gostaram», contou Pron à imprensa brasileira.