Unibon PremierMaisfutebol

Os responsáveis do FC United levam este projecto muito a sério. Eric Cantona, por exemplo, é visita assídua e prevê que o clube possa ser campeão da Europa nos próximos 50 anos. Para já, a direcção pensa apenas repetir a promoção alcançada nas três épocas anteriores e atingir rapidamente a League 2, quarta divisão nacional.

O amadorismo, porém, ainda impõe as suas demandas. O plantel treina à noite duas vezes por semana e o estádio onde se realizam os jogos em casa pertence ao Bury FC. Tem capacidade para 11 mil pessoas e costuma ter «cerca de 3.500 espectadores» nos jogos do FC United. Para 2012 está projectado o novo estádio. O recinto poderá albergar «entre sete e dez mil pessoas», como nos disse Julian Spencer, vice-presidente dos red rebels.

Tão diferentes e tão iguais

Apesar desta «separação», como explica o dirigente, «toda a gente no FC United continua a apoiar o ManUtd». «Este domingo, quando o Federico Macheda fez o 3-2 vibrei como vibro há 30 anos com o meu clube do coração. Não concordo com as opções do Malcolm Glazer, não estou disposto a pagar as dívidas que ele contraiu em nome do clube e, por isso, dedico-me no dia-a-dia ao FC United.»

As relações institucionais entre os dois emblemas são «inexistentes», o silêncio mútuo agudiza esta guerra fraternal e o tempo parece não curar feridas ainda abertas. Como explica Julian Spencer, só o abandono de Malcolm Glazer e respectiva plêiade poderá aproximar os clubes.

«Para já é impossível qualquer relação. As duas direcções não comunicam mas, como já referi, é bastante comum ver os nossos adeptos nos jogos do ManUtd e vice-versa. Contra o F.C. Porto lá estarei.»

Quatro temporadas sempre a subir

Em três anos de existência, o FC United subiu sempre de divisão e prepara-se para a quarta temporada sempre em ascensão. Mas o sucesso parece não surpreender o clube, segundo explica Julian Spencer.

«Comprometemo-nos a colocar a equipa na Northern Premier League na temporada de 2009/10 em quatro anos. Se subirmos esta época, como deverá acontecer, atingiremos esse objectivo. Daí para a frente, as coisas terão de mudar. Somos amadores, treinamos apenas duas vezes por semana e ninguém ganha dinheiro. Mas daqui para a frente já há equipas semi-profissionais e teremos de saber competir com isso.»

Eric Cantona previu o título europeu em 50 anos. Por este andar, razão tem o enfant terrible. Em Manchester há outro United a querer ser grande.