«Cresci muito no Zaglebie Lubin, como jogador e homem, fui campeão e tive oportunidade de jogar numa pré-eliminatória da Champions, o que não se esquece, mas não quero voltar à Polónia. Os responsáveis do clube sabem disso, embora seja deles a última palavra», confirmou à «Lusa» o médio português.

Rui Miguel foi um jogador importantíssimo na carreira do Zaglebie, que terminou com o título de campeão, há duas épocas. Actualmente, a equipa polaca luta para regressar à primeira divisão, depois de ter sido despromovido administrativamente por corrupção. Mesmo que o Zaglebie Lubin consiga a subida, Rui Miguel espera que o deixem continuar no futebol português.

«Quero continuar em Portugal e já fui contactado pela direcção do Paços de Ferreira, clube em que me sinto bem e que me deu a oportunidade de regressar», declarou o atleta. A boa época do médio pode abrir-lhe outras portas e esse é um caso que Rui Miguel aceitaria.

O jogador, de 25 anos, foi reintegrado no treino de terça-feira, depois de uma pequena lesão. Assim, está apto a jogar no próximo domingo contra a Naval, sua antiga equipa. «Ainda não estamos tranquilos e queremos vencer. Apenas e só. Se tivermos oportunidade de terminar o campeonato a meio da tabela, não iremos desperdiçar», assumiu Rui Miguel, sem qualquer tipo de sentimentalismo.

Quanto ao treino desta quarta-feira, Ozéia e Filipe Gonçalves regressaram ao trabalho com a equipa, estando, por isso, disponíveis para o jogo. Guedes, André Pinto e William continuam afastados por lesão.