«É um dos melhores jogadores do nosso campeonato. A atenção será a mesma sabendo que do lado contrário está um grande jogador. Concentração máxima só isso», concluiu.

«Vingança? Vingança não, é uma palavra forte»

Questionado se este é o melhor momento para receber o líder, Patacas lembra que «o Benfica está bem desde o começo do campeonato». «Por isso não sei qual será a melhor altura para os defrontar. Esta não será nem má nem boa. São fortes seja em que altura for», acrescentou.

Por último, o nacionalista diz que não há sentimento de vingança da goleada sofrida na primeira volta: «Vingança não. É um nome forte. Mas é obvio que estamos feridos no nosso orgulho pois a derrota foi pesada». E quanto a Jorge Jesus: «O Jorge Jesus será bem recebido como todos. Já jogámos lá na Taça da Liga e conversámos e não há nenhum problema.»

«Só podemos vencer ao nosso melhor nível»

O capitão mostrou-se de resto confiante num bom resultado na recepção de domingo ao Benfica, apesar de estar consciente do valor do adversário. Uma vitória, diz, servirá as aspirações dos madeirenses para se manterem na corrida pela Liga Europa. «Temos de estar ao nosso melhor nível só assim poderemos vencer.»

«Respeitamos o Benfica, estamos numa luta diferente, eles lutam pelo título e nós pela Liga Europa, mas temos de vencer para continuar a lutar por esse objectivo», disse. «Cardozo e Saviola são grandes jogadores numa excelente fase, mas em Braga não marcaram golos e nós aqui vamos tentar que tal também não aconteça».

Quanto a favoritismos, o defesa considera que «nestes jogos não há favoritos». «Eles também sabem que é difícil jogar na Choupana. O Benfica respeita-nos por certo, pois se não for assim passam por dificuldades como é óbvio.»

«É importante não conceder espaços ao Benfica pois são fortes nas transições. Teremos de estar concentrados em todo o jogo pois metem sempre uma intensidade alta», adiantou.