A Juventus está em vantagem na luta pela final da Taça de Itália, depois de ter vencido o Nápoles por 3-1, na primeira mão das meias-finais.

O adversário europeu do FC Porto até perdia ao intervalo, por força de um golo de Callejón, após excelente combinação com Insigne e Milik (36m).

A «vecchia signora» reagiu na segunda parte, empatando logo ao segundo minuto da etapa complementar, com um penálti de Dybala a punir falta sofrida pelo próprio.

A Juventus adiantou-se no marcador com um golo de Higuaín, que aproveitou uma saída em falso de Reina e voltou a marcar à ex-equipa (64m).

Cinco minutos depois surgiu o terceiro golo da equipa de Turim, novamente de penálti, e novamente por Dybala, a punir falta de Reina sobre Cuadrado.