Costinha, treinador do Nacional, em declarações na sala de imprensa do Estádio do Rio Ave, após o empate a três frente ao Rio Ave, em jogo da 9.ª jornada da Liga:

«Sabíamos que era um jogo difícil contra uma equipa muito boa. Em casa o Rio Ave tinha resultados positivos, mas a minha equipa comportou-se bem. Sofremos um golo na primeira vez que o Rio Ave foi à nossa baliza. Conseguimos igualar e sofremos um golo a acabar a primeira parte. Reagimos bem. Respeitámos o adversário. Tiro o chapéu à equipa do Rio Ave pela forma de jogar. Gosto de equipas assim.

Trabalhámos bastante e fomos recompensados pela nossa estratégia. É um ponto que amealhámos. Era melhor ter conquistado três. Somos nós que temos de sair desta fase, ninguém vai sair por nós. Podemos invocar uma série de situações, mas uma coisa é certa: se quisermos ter uma vida mais duradoura na Liga temos de trabalhar bem todos os dias. Este ponto vai dar-nos alento.»

[Entradas de Witi e Rochez]:

«Estão todos de parabéns. O propósito de mudar é trazer algo de novo.Entraram muito bem, tal como o Jota. A equipa está de parabéns, todos trabalharam bem.»

[Nacional pior defesa da Liga]: «Antes do jogo já estava a fazer o trabalho de casa. Falam sempre dos golos que sofremos, mas ninguém diz que no ano passado fizemos 78 golos. E quase 50 foram marcados pelos homens da frente.»