Siga o Tondela-Vitória de Guimarães AO MINUTO no Maisfutebol

O MOMENTO:

TONDELA: quatro jogos sem vitórias depois do triunfo sobre o Sporting. Sim, o ciclo não é brilhante, mas a exibição em Vila do Conde na passada jornada só pode deixar os beirões orgulhosos. A equipa resistiu à expulsão de Ricardo Alves e agarrou um ponto num estádio difícil, jogando sempre com mais qualidade. Um bom tónico para a receção ao Vitória. O Tondela tem 20 pontos e está dois acima da linha de água.

VITÓRIA: o empate contra o FC Porto manteve os minhotos perto da zona-UEFA, mas é justo lembrar que o resultado foi melhor do que a exibição. Luís Castro continua sem ter André André e é provável que mude o parceiro de Wakaso e Joseph no meio-campo. Pepê deu uma resposta pálida no jogo anterior, Mattheus entrou bem e parece ter agarrado a posição. O Vitória está a dois pontos do Moreirense, que recebe precisamente os campeões nacionais esta sexta-feira. 

AUSÊNCIAS:

TONDELA: David Bruno (lesionado); Ricardo Alves (castigado)

VITÓRIA: Osorio, João Afonso e André André (lesionados)

DISCURSO DIRETO:

PEPA: «O último jogo [frente ao Rio Ave] então foi de uma qualidade incrível, sabemos que as dimensões do campo são diferentes e cada jogo tem a sua história, mas queremos dar continuidade a essa equipa, à nossa imagem. O Vitória de Guimarães é uma equipa fácil de analisar e identificar, mas difícil de anular, porque é uma equipa com as ideias e o seu padrão muito bem definido.»

LUÍS CASTRO: «Trata-se de uma equipa que está na metade baixa da tabela mas que ainda no último jogo produziu um jogo muito agradável no Rio Ave, obteve um empate com um bom jogar. Está estável na sua forma de jogar.»

REGISTO HISTÓRICO:

Três jogos entre o Tondela e o Vitória para a I Liga, sempre com resultados diferentes. Na época passada, os minhotos venceram por 4-1, depois de terem perdido na temporada 2016/17 (2-1) e empatado em 2015/16 (1-1). Este sábado vai haver pela primeira vez uma tendência repetida.  

EQUIPAS PROVÁVEIS:

TONDELA

Outros convocados: Pedro Silva (GR), Diogo Silva (GR), Ícaro, João Reis, João Mendes, Tembeng, João Pedro, Pité, Patrick, Pablo Sabbag, Arango e Murillo.

VITÓRIA DE GUIMARÃES