Mas o avançado brasileiro foi mesmo transferido para o Al Ahli Jeddah, da Arábia, numa daquelas situações, cada vez mais frequentes no futebol, em que o dinheiro falou mais alto que os interesses desportivos.

Nove meses depois, como está o coração de Bruno César?

«Estou a gostar cada vez mais de cá estar. Uma pessoa vai-se habituando. Toda a gente aqui me tem tratado bem. Fiz um esforço grande para me adaptar também», conta o brasileiro, em longa conversa com o Maisfutebol.

Mas o «bichinho» do Benfica está lá. Não passa. «Sigo com atenção o que vai acontecendo no Benfica, claro que sim. Só tenho a agradecer a oportunidade que me deram de ter jogado lá. Do que tenho visto, o início de época não foi fácil, mas já estão a melhorar. Vi o resumo do jogo em Alvalade, o empate pareceu-me bem. O Sporting tem estado bem, mais forte do que muitos esperavam, mas o Benfica nesse jogo também mostrou coisas boas».

Bruno César destaca a «grande competitividade» que a Liga portuguesa tem vindo a mostrar nos últimos anos. «Na época passada, foi fantástico ver Benfica e F.C. Porto sem perder até à penúltima jornada e colados até ao fim. Este ano, vejo um Sporting mais forte e há sempre o Braga. Vai ser uma Liga muito interessante de seguir, mais uma vez».

BRUNO CÉSAR

Nome: Bruno César Zanaki

Data de nascimento: 3 de novembro de 1988 (24 anos)

Naturalidade: Santa Bárbara d'Oeste, São Paulo, Brasil

Posição: Avançado

Altura: 1, 77 metros

Peso: 83 quilos

Percurso: Bahia (2005-2006), São Paulo (2007), Grêmio (2008), Canoas (2009), Noroeste (2009), Santo André (2009, 2010), Corinthians (2010, 2011), Benfica (2011/2012), Al Ahli Jeddah (2013)

Principais títulos: uma Taça da Liga (2012), um Brasileirão (2011), Taça Belo Horizonte de Futebol Júnior (2008), Campeonato Brasileiro de sub-20 (2008), Craque Revelação do Brasileirão (2010, pelo Corinthians)