Benni McCarthy, curiosamente em Inglaterra ao serviço do Blackburn Rovers, não esquece esse momento único em Terras de Sua Majestade. «Foi um jogo muito difícil, porque o Manchester tinha uma boa equipa e era o primeiro classificado da liga inglesa, mas o Porto sempre esteve confiante. Nós acreditámos sempre na passagem. Sabíamos que íamos ganhar ou empatar em Old Trafford porque fizemos um jogo brilhante no Dragão e tínhamos muita confiança no nosso potencial. E depois, tínhamos Mourinho como treinador. O que fica desse jogo é que empatámos tarde, mas isso foi decisivo. E merecido», lembra o sul-africano.

O avançado sul-africano foi uma das principais figuras da partida de 2004, mas não fala de si ao destacar o melhor desse jogo. «Ninguém acreditava em nós, a não ser nós mesmo. O que mais guardo desse jogo, é hilariante. Foi muito engraçado mesmo. Quando empatámos, fomos até ao banco, do outro lado do campo, festejar. Estávamos no fim do jogo e nunca vi nada assim [o que Mourinho fez], o treinador do Manchester, Alex Ferguson não gostou nada. Foi um grande momento do futebol.» Mourinho festejou exuberantemente, virando-se para os adeptos do Manchester United. Benni não esquece esse momento.

A história do futebol repete-se?

Cinco anos depois, José Mourinho apresenta-se em Manchester na mesma situação. A sensação de deja vú só difere quanto à equipa que orienta. Das listas azuis e brancas do F.C. Porto passou às azuis e negras, ou nerazzurri, do Inter de Milão. O Maisfutebol perguntou a McCarthy se acredita num igual destino.

«Vai ser muito difícil. O Manchester United está muito forte, num momento extraordinário. Estiveram 9 jogos sem encaixar golos! Mas Mourinho é inteligente e tem a capacidade de mentalizar os seus jogadores para conseguir passar», começa por dizer o dianteiro do Blackburn Rovers.

Benni não se escusou a traçar o perfil das duas equipas. «O Inter tem jogadores muito bons como Adriano, Ibrahimovic, Figo, etc. O Manchester United tem o Ronaldo, que é o melhor jogador do mundo, e Rooney, em boa forma. Vai ser um jogo difícil para as duas equipas.»

Mas será que alguma delas tem vantagem? «Mourinho é brilhante, vai seguir todas as tácticas que o ajudem a vencer. Pode conseguir, graças a uma boa noite das suas estrelas, mas lá que vai ser complicado... Todo o mundo espera que o Manchester passe, é favorito, joga em casa, tem o apoio dos seus adeptos. Vai ser um jogo interessante, bem renhido», antecipou o ex-número 9 dos dragões, para concluir: «Mourinho, com sorte, pode repetir a conquista de 2004.»